domingo, 30 de abril de 2017

Ficha Técnica: Fluminense 3 x 0 Vasco (22/04/2017)

Foto: André Durão.

22/04/2017 - Fluminense 3 x 0 Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, semifinal, jogo único.
Público: 23.564 presentes (20.092 pagantes).
Renda: R$ 823.320,00.
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Diego Luiz Couto Barcelos (RJ).
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Jefferson Orejuela, Wendel (Lucas Fernandes) e Júnior Sornoza; Wellington Silva (Marcos Júnior), Pedro (Marquinho) e Richarlison. Técnico: Abel Braga.
Vasco: Martín Silva; Gilberto, Rodrigo, Rafael Marques e Henrique (Manga Escobar); Jean, Douglas Luiz, Yago Pikachu (Thalles) e Nenê; Guilherme Costa e Luís Fabiano (Wagner). Técnico: Milton Mendes.
Gols:
1-0: Richarlison, aos 5 do 2º tempo;
2-0: Wellington Silva, de letra, aos 10 do 2º tempo;
3-0: Léo Pelé, de cabeça, aos 26 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lucas (Fluminense); Jean, Henrique e Nenê (Vasco).
Cartão vermelho: Douglas Luiz (Vasco), aos 15 do 2º tempo.

****

Com a vitória, o Fluminense se classificou para a decisão do Campeonato Carioca de 2017, em que enfrentará o Flamengo, nos domingos 30 de abril e 7 de maio. Será a 12ª vez que um Fla-Flu decidirá o Campeonato Carioca: nas 11 finais anteriores, houve 8 vitórias tricolores e 3 triunfos rubro-negros.

****

O segundo gol do Fluminense foi espetacular: Lucas aplicou um lindo chapeuzinho em Rodrigo, e rolou para Wellington Silva, que chutou de letra, entre as pernas do goleiro Martín Silva. Vale a pena apreciar a pintura:

****

Nesta partida, o Fluminense alcançou 54 gols em 24 jogos na temporada de 2017, média de 2,25 gols por jogo. Foi a 15ª vitória tricolor na temporada (os outros resultados foram 5 empates e 4 derrotas).

****

O histórico do confronto entre Fluminense e Vasco agora tem 361 jogos, com 118 vitórias do Fluminense, 102 empates, 141 vitórias do Vasco, 493 gols do Fluminense e 533 gols do Vasco. A lista com todos os resultados da história do clássico pode ser conferida no meu post História - Fluminense x Vasco.

PCFilho

Ficha Técnica: Flamengo 2 x 1 Botafogo (23/04/2017)

Foto: André Durão.

23/04/2017 - Flamengo 2 x 1 Botafogo - Maracanã (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, semifinal, jogo único.
Público: 20.853 presentes (17.140 pagantes).
Renda: R$ 974.080,00.
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ).
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ).
Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco; Márcio Araújo, Rômulo (Orlando Berrío) e Willian Arão; Gabriel (Federico Mancuello), Paolo Guerrero e Everton (Renê). Técnico: José Ricardo Mannarino.
Botafogo: Gatito Fernández; Fernandes, Joel Carli, Emerson Silva e Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Gilson), Dudu Cearense (Guilherme), João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger Rodrigues (Sassá). Técnico: Jair Ventura.
Gols:
1-0: Paolo Guerrero, aos 4 do 2º tempo;
2-0: Paolo Guerrero, aos 20 do 2º tempo;
2-1: Sassá, aos 42 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Paolo Guerrero, Everton e Federico Mancuello (Flamengo); Camilo e Joel Carli (Botafogo).

****

Com a vitória, o Flamengo se classificou para a decisão do Campeonato Carioca de 2017, em que enfrentará o Fluminense, nos domingos 30 de abril e 7 de maio, os dois jogos no Maracanã. Será a 12ª vez que um Fla-Flu decidirá o Campeonato Carioca.

****

Este foi o 360º duelo entre Flamengo e Botafogo na história. Houve até hoje 128 vitórias rubro-negras, 121 empates e 111 vitórias alvinegras. Nestes jogos, o Flamengo marcou 555 gols, contra 514 do Botafogo. O Botafogo não vence o Flamengo há 5 partidas, com 2 vitórias do Flamengo e 3 empates. A lista com todos os resultados da história do clássico pode ser conferida no meu post História - Botafogo x Flamengo.

PCFilho

Ficha Técnica: Vasco 2 x 0 Botafogo (16/04/2017, final da Taça Rio)

Foto: Alexandre Durão.

16/04/2017 - Vasco 2 x 0 Botafogo - Engenhão (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Rio, decisão.
Público: 20.469 presentes (17.969 pagantes).
Renda: R$ 532.900,00.
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ).
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Jackson Lourenço Massarra dos Santos (RJ).
Vasco: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Rodrigo e Henrique (Wagner); Jean, Douglas Luiz, Yago Pikachu (Manga Escobar) e Nenê; Andrezinho (Guilherme Costa) e Luís Fabiano. Técnico: Milton Mendes.
Botafogo: Helton Leite; Marcelo, Renan Fonseca, Igor Rabello e Gilson; Dudu Cearense, Bruno Silva, Matheus Fernandes e Leandrinho (Pachu); Guilherme (Fernandes) e Sassá (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura.
Gols:
1-0: Douglas Luiz, aos 42 do 2º tempo;
2-0: Luís Fabiano, aos 47 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Yago Pikachu, Rodrigo, Guilherme Costa, Douglas Luiz, Nenê e Luís Fabiano (Vasco); Matheus Fernandes, Bruno Silva, Marcelo, Dudu Cearense e Fernandes (Botafogo).
Cartões vermelhos: Marcelo (Botafogo), aos 18 do 2º tempo; e Bruno Silva (Botafogo), após o apito final.

****

O gol de Luís Fabiano foi o primeiro do ex-centroavante da Seleção Brasileira com a camisa do Vasco.

****

Com a vitória, o Vasco conquistou a Taça Rio de 2017. Os dois clubes já estavam previamente classificados para a fase semifinal do Campeonato Carioca, em que acabariam sendo eliminados, o Vasco pelo Fluminense, e o Botafogo pelo Flamengo.

PCFilho

Fichas Técnicas: Corinthians x São Paulo (semifinal do Campeonato Paulista)

Foto: Thiago Bernardes (Framephoto / Estadão Conteúdo).

16/04/2017 - São Paulo 0 x 2 Corinthians - Morumbi (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, semifinal, jogo de ida.
Público: 45.366 pagantes (torcida única, somente torcedores do São Paulo).
Renda: R$ 1.448.769,00.
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP).
São Paulo: Renan Ribeiro; Felipe Araruna (Thomaz), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Christian Cueva; Wellington Nem (Cícero), Lucas Pratto e Luiz Araújo (Gilberto). Técnico: Rogério Ceni.
Corinthians: Cássio; Fagner, Fabián Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Clayton) e Rodriguinho (Camacho); Ángel Romero (Léo Jabá) e Jô. Técnico: Fábio Carille.
Cartões amarelos: Luiz Araújo e Jucilei (São Paulo); Ángel Romero, Pablo e Maycon (Corinthians).
Gols:
1-0: Jô, aos 20 do 1º tempo;
2-0: Rodriguinho, aos 47 do 1º tempo.
Observação: Jô chegou a ser advertido com um cartão amarelo, aos 39 minutos do primeiro tempo, devido a um suposto pisão em Renan Ribeiro. O cartão, no entanto, foi cancelado logo a seguir, após Rodrigo Caio alertar ao árbitro Luiz Flávio de Oliveira que a punição ao adversário havia sido injusta. Como seria o terceiro cartão amarelo de Jô, o atacante corinthiano estaria suspenso para o jogo de volta do confronto. O fair-play de Rodrigo Caio foi bastante elogiado pelos torcedores de todo o Brasil.

****

23/04/2017 - Corinthians 1 x 1 São Paulo - Itaquerão (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, semifinal, jogo de volta.
Público: 43.394 presentes (43.008 pagantes) (torcida única, somente torcedores do Corinthians).
Renda: R$ 2.667.936,30.
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro (SP) e Herman Brumel Vani (SP).
Corinthians: Cássio; Fagner, Fabián Balbuena, Pablo e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Maycon, Jadson e Rodriguinho; Ángel Romero (Léo Jabá) e Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille.
São Paulo: Renan Ribeiro; Wesley, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares (Luiz Araújo); Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Christian Cueva (Thomaz), Lucas Pratto e Gilberto (Andrés Chávez). Técnico: Rogério Ceni.
Gols:
1-0: Jô, aos 46 do 1º tempo;
1-1: Lucas Pratto, aos 38 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Rodriguinho, Guilherme Arana, Léo Jabá e Jadson (Corinthians); Thiago Mendes, Wesley e Andrés Chávez (São Paulo).
Cartão vermelho: Thiago Mendes (São Paulo), aos 41 do 2º tempo.


****

Com os resultados, o Corinthians se classificou para a decisão do Campeonato Paulista de 2017, em que enfrentará a Ponte Preta, nos domingos 30 de abril e 7 de maio. O duelo será a repetição das decisões dos Campeonatos Paulistas de 1977 e 1979 - ambas vencidas pelo Corinthians.


****

Corinthians e São Paulo já se enfrentaram mais de 300 vezes ao longo da história, nas mais diversas competições. A lista de resultados pode ser conferida no meu post História - São Paulo x Corinthians.

PCFilho

Fichas Técnicas: Palmeiras x Ponte Preta (semifinal do Campeonato Paulista)

Foto: Marcos Ribolli.

16/04/2017 - Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras - Moisés Lucarelli (Campinas)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, semifinal, jogo de ida.
Público: 13.706 presentes (12.843 pagantes).
Renda: R$ 376.645,00.
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).
Auxiliares: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP).
Ponte Preta: Aranha; Jeferson, Marllon, Yago e Reynaldo (Artur); Fernando Bob, Elton e Jadson (Wendel); Lucca, Clayson (Lins) e William Pottker. Técnico: Gilson Kleina.
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê e Alejandro Guerra (Michel Bastos); Dudu, Willian (Róger Guedes) e Miguel Borja (Alecsandro). Técnico: Eduardo Baptista.
Gols:
1-0: William Pottker, aos 37 segundos do 1º tempo;
2-0: Lucca, aos 7 do 1º tempo;
3-0: Jeferson, aos 33 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Jadson, Jeferson, Fernando Bob e Reynaldo (Ponte Preta); Thiago Santos [no banco de reservas], Miguel Borja e Yerry Mina (Palmeiras).

****

22/04/2017 - Palmeiras 1 x 0 Ponte Preta - Allianz Parque (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, semifinal, jogo de volta.
Público: 39.086 pagantes.
Renda: R$ 2.912.614,52.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP).
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Egídio (Keno); Felipe Melo, Tchê Tchê (Michel Bastos) e Alejandro Guerra; Dudu, Róger Guedes e Miguel Borja (Willian). Técnico: Eduardo Baptista.
Ponte Preta: Aranha; Jeferson (Naldo), Marllon, Yago e Artur; Fernando Bob, Elton e Jadson (Wendel); Lucca, William Pottker e Clayson (Lins). Técnico: Gilson Kleina.
Gol:
1-0: Felipe Melo, aos 37 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Felipe Melo, Alejandro Guerra e Dudu (Palmeiras); Marllon e Fernando Bob (Ponte Preta).

****

Com os resultados, a Ponte Preta classificou-se para a decisão do Campeonato Paulista de 2017, em que enfrentará o Corinthians, nos domingos 30 de abril e 7 de maio. A Ponte Preta tentará ser campeã paulista pela primeira vez em sua história.

****

Agora, o confronto entre Palmeiras e Ponte Preta tem 126 partidas na história, com 62 vitórias do Palmeiras, 31 empates e 33 vitórias da Ponte Preta, 208 gols do Palmeiras e 137 gols da Ponte Preta. A lista de resultados pode ser conferida no post História - Palmeiras x Ponte Preta.

PCFilho

sábado, 29 de abril de 2017

Assis sobre o Fla-Flu de 1995


Assis foi o herói dos Fla-Flus decisivos de 1983 e 1984, marcando os gols que decretaram os títulos do Fluminense nas duas ocasiões.

O texto foi publicado no jornal O Globo de 26/06/1995, dia seguinte ao Fla-Flu que decidiu o Campeonato Carioca de 1995.

PCFilho

Programação da Loteca - Concurso 748


Amigos e amigas, confiram abaixo a programação com as 14 partidas do concurso número 748 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 6 e no domingo 7 de maio:
1) Flamengo x Fluminense (domingo, 16:00, Maracanã)
2) Corinthians x Ponte Preta (domingo, 16:00, Itaquerão)
3) Coritiba x Atlético Paranaense (domingo, 16:00, Couto Pereira)
4) Goiás x Vila Nova (domingo, 16:00, Serra Dourada)
5) Vitória x Bahia (domingo, 16:00, Barradão)
6) Brasiliense x Ceilândia (sábado, 16:30, Mané Garrincha)
7) CSA x CRB (domingo, 16:00, Rei Pelé)
8) Remo x Paysandu (domingo, 16:00, Mangueirão)
9) Chapecoense x Avaí (domingo, 16:00, Arena Condá)
10) Sport Recife x Salgueiro (domingo, 16:00, Ilha do Retiro)
11) Ceará x Ferroviário (SORTEIO) (*)
12) Novo Hamburgo x Internacional (domingo, 16:00, Estádio do Vale)
13) Botafogo PB x Treze (domingo, 18:30, Almeidão)
14) Cianorte x Londrina (sábado, 16:00, Albino Turbay)

(*) Como o Ceará venceu as duas primeiras partidas da decisão do Campeonato Cearense, não haverá a necessidade do terceiro jogo no domingo 7, e a Caixa sorteará o resultado do jogo 11 da Loteca.

Devido ao feriado do dia 1º de maio, a captação das apostas neste concurso 748 da Loteca iniciar-se-á na manhã da terça-feira 2, estendendo-se até as 14:00 de Brasília do sábado 6. Recomendamos que os leitores registrem seus bilhetes com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e outros transtornos.

Confiram aqui os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Em cada um dos 14 jogos, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Exemplos:
- uma aposta com 1 palpite duplo e 1 palpite triplo custa R$ 2,00 × 3 = R$ 6,00 (seis reais).
- uma aposta com 2 palpites duplos e 2 palpites triplos custa R$ 2,00 × 2 × 3 × 3 = R$ 36,00 (trinta e seis reais).
- uma aposta com 4 palpites duplos e 1 palpite triplo custa R$ 2,00 × 2 × 2 × 2 × 3 = R$ 48,00 (quarenta e oito reais).

A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos neste concurso 748 da Loteca é de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da segunda-feira, dia 8 de maio.

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra da rodada? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros! Apostem com moderação, e boa sorte rumo aos 14 acertos!

PCFilho

Xadrez - Mate em 2! (Frank Janet)

Frank Janet, The Pittsburgh Gazette Times, 29/04/1917.
Código FEN: 3N4/8/K2pP3/3k3B/8/8/8/5Q2 w - - 0 1.

Exatamente 100 anos atrás, no dia 29 de abril de 1917, o jornal The Pittsburgh Gazette Times publicou o problema acima, com o enunciado: as Brancas jogam e dão xeque-mate em 2 lances!

(Exactly 100 years ago, on April 29th, 1917, The Pittsburgh Gazette Times published the problem above, with the statement: White to play and give checkmate in 2 moves!)

PCFilho

sexta-feira, 28 de abril de 2017

História - Corinthians x Ponte Preta

Foto: Daniel Augusto Júnior (Agência Corinthians).

Ao longo da história, houve 141 jogos entre Corinthians e Ponte Preta, com 80 vitórias do Corinthians, 33 empates e 28 vitórias da Ponte Preta, 257 gols do Corinthians e 141 gols da Ponte Preta.

Em 1977 e 1979, Corinthians e Ponte Preta decidiram o Campeonato Paulista: nas duas vezes, o Corinthians sagrou-se campeão. Em 2017, os dois clubes voltam a se enfrentar na final da competição estadual.

Confiram abaixo a lista com todos os resultados da história do confronto entre Corinthians e Ponte Preta:
17/09/1911 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Largo São Benedito (Campinas)
17/11/1912 - Corinthians * x * Ponte Preta - (resultado desconhecido)
04/10/1914 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Hyppodromo (Campinas)
09/02/1919 - Ponte Preta 0 x 5 Corinthians - Hyppodromo (Campinas)
10/04/1927 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Júlio de Mesquita (Campinas)
23/08/1936 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Pastinho (Campinas)
05/12/1943 - Ponte Preta 1 x 7 Corinthians - Estádio da Mogiana (Campinas)
07/03/1948 - Ponte Preta 1 x 3 Corinthians - Estádio da Mogiana (Campinas)
08/12/1948 - Ponte Preta 0 x 6 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
08/01/1950 - Ponte Preta 2 x 3 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
14/04/1951 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas) (**)
09/06/1951 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
28/10/1951 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
23/11/1952 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
01/11/1953 - Corinthians 3 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
26/09/1954 - Corinthians 6 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
23/01/1955 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
18/09/1955 - Corinthians 2 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
13/11/1955 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
26/08/1956 - Corinthians 5 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
11/09/1957 - Corinthians 2 x 2 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
06/11/1957 - Ponte Preta 1 x 3 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
24/11/1957 - Corinthians 5 x 1 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
30/07/1958 - Corinthians 6 x 3 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
26/10/1958 - Ponte Preta 1 x 4 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
29/07/1959 - Corinthians 3 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
22-28/12/1959 - Ponte Preta 1 x 3 Corinthians - Moisés Lucarelli, depois Pacaembu (***)
27/08/1960 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
11/12/1960 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
05/05/1963 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
27/06/1970 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
23/08/1970 - Ponte Preta 0 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
18/10/1970 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Palestra Itália (São Paulo)
21/04/1971 - Ponte Preta 0 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
05/05/1971 - Corinthians 0 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
06/05/1972 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
23/07/1972 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
25/03/1973 - Ponte Preta 0 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
11/08/1973 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
18/09/1974 - Corinthians 0 x 1 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
24/11/1974 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
23/04/1975 - Corinthians 2 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
21/04/1976 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
25/07/1976 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
01/09/1976 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
18/11/1976 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
13/02/1977 - Ponte Preta 4 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
25/08/1977 - Corinthians 1 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo) (*)
11/09/1977 - Corinthians 0 x 1 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
05/10/1977 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*)
09/10/1977 - Corinthians 1 x 2 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*)
13/10/1977 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*) (****)
30/10/1977 - Ponte Preta 2 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
17/09/1978 - Ponte Preta 2 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
21/03/1979 - Corinthians 0 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
13/05/1979 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
05/08/1979 - Ponte Preta 3 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
18/10/1979 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
03/02/1980 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*)
06/02/1980 - Corinthians 0 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*)
10/02/1980 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) (*)
03/07/1980 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
12/10/1980 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
03/11/1980 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
06/11/1980 - Corinthians 0 x 3 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
15/03/1981 - Ponte Preta 2 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
05/04/1981 - Corinthians 2 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
24/05/1981 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
03/10/1981 - Ponte Preta 2 x 3 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
26/08/1982 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
13/10/1982 - Corinthians 0 x 2 Ponte Preta - Palestra Itália (São Paulo)
21/07/1983 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
21/09/1983 - Corinthians 3 x 2 Ponte Preta - Canindé (São Paulo)
15/11/1983 - Ponte Preta 0 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
01/12/1983 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Canindé (São Paulo)
29/08/1984 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
24/11/1984 - Ponte Preta 0 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
22/05/1985 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
07/11/1985 - Ponte Preta 0 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
06/04/1986 - Ponte Preta 1 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
24/05/1986 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
07/09/1986 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
27/05/1987 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
23/06/1987 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
22/04/1988 - Corinthians 0 x 0 Ponte Preta - Canindé (São Paulo) (*****)
04/02/1990 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
14/04/1993 - Corinthians 2 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
12/02/1994 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
09/04/1994 - Ponte Preta 0 x 4 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
23/02/1995 - Corinthians 5 x 0 Ponte Preta - Parque São Jorge (São Paulo)
15/04/1995 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
02/03/1998 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Antônio Barbosa Pinto da Fonseca (Serra Negra)
19/09/1998 - Ponte Preta 4 x 5 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
07/11/1999 - Corinthians 1 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
01/04/2000 - Corinthians 4 x 2 Ponte Preta - Canindé (São Paulo)
16/04/2000 - Ponte Preta 1 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
30/04/2000 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
16/05/2000 - Corinthians 5 x 2 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
24/09/2000 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
27/01/2001 - Ponte Preta 3 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
03/06/2001 - Ponte Preta 0 x 2 Corinthians - Teixeirão (São José do Rio Preto)
06/06/2001 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Prudentão (Presidente Prudente)
05/08/2001 - Ponte Preta 2 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
16/03/2002 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
20/10/2002 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
22/06/2003 - Ponte Preta 3 x 3 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
19/10/2003 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
29/02/2004 - Ponte Preta 2 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
21/04/2004 - Ponte Preta 3 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
14/08/2004 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
23/02/2005 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
14/08/2005 - Ponte Preta 3 x 5 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
27/11/2005 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
02/04/2006 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
30/04/2006 - Ponte Preta 3 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
03/09/2006 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
17/01/2007 - Corinthians 3 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
24/02/2008 - Ponte Preta 0 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
21/06/2008 - Ponte Preta 1 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
20/09/2008 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
25/03/2009 - Corinthians 2 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
03/02/2010 - Ponte Preta 2 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
09/03/2011 - Corinthians 0 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
15/04/2012 - Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
22/04/2012 - Corinthians 2 x 3 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
17/06/2012 - Ponte Preta 1 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
12/09/2012 - Corinthians 1 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
23/01/2013 - Corinthians 0 x 1 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
28/04/2013 - Ponte Preta 0 x 4 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
01/06/2013 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
18/09/2013 - Ponte Preta 2 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
02/02/2014 - Ponte Preta 2 x 1 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
11/04/2015 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Itaquerão (São Paulo)
02/07/2015 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Itaquerão (São Paulo)
04/10/2015 - Ponte Preta 2 x 2 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
30/03/2016 - Corinthians 2 x 1 Ponte Preta - Itaquerão (São Paulo)
26/05/2016 - Corinthians 3 x 0 Ponte Preta - Itaquerão (São Paulo)
27/08/2016 - Ponte Preta 2 x 0 Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
30/04/2017 - Ponte Preta x Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
07/05/2017 - Corinthians x Ponte Preta - Itaquerão (São Paulo)

* O jogo de 17/11/1912, cujo resultado é desconhecido, não está sendo contabilizado na estatística do confronto.

(*) Estes jogos, válidos pelas decisões dos Campeonatos Paulistas de 1977 e 1979, foram os maiores públicos da história do confronto:
09/10/1977 - Corinthians 1 x 2 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 146.082 (138.032 pagantes)
03/02/1980 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 101.076 (96.441 pagantes)
06/02/1980 - Corinthians 0 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 99.419 (90.578 pagantes)
13/10/1977 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 93.573 (86.677 pagantes)
10/02/1980 - Corinthians 2 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 85.415 (77.219 pagantes)
05/10/1977 - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo) - 68.249 (65.806 pagantes)
A partida do dia 25/08/1977 - Corinthians 1 x 2 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo) - também teve um público excepcional67.543 pagantes.

(**) O jogo de 14/04/1951 foi a inauguração dos refletores do Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

(***) O jogo de 22/12/1959, no Moisés Lucarelli, em Campinas, foi interrompido aos 34 minutos do 2° tempo, quando o árbitro Anacleto Pietrobon foi atingido por uma garrafa arremessada pela torcida da Ponte Preta. Os minutos restantes foram disputados no dia 28/12/1959, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, com portões fechados. O placar, que marcava 3 a 1 para o Corinthians, permaneceu inalterado.

(****) No jogo de 13 de outubro de 1977, vitória do Corinthians por 1 a 0, gol de Basílio, o clube voltou a conquistar um título, após 22 anos, 8 meses e 7 dias de jejum.

(*****) No dia 22 de abril de 1988, Corinthians e Ponte Preta empataram em 0 a 0, pelo Campeonato Paulista. Rebaixada para a segunda divisão no ano anterior, a Ponte Preta ainda brigava na justiça desportiva para permanecer na primeira divisão. Como o clube de Campinas não obteve sucesso no pleito, a partida foi desconsiderada para efeitos do Campeonato Paulista de 1988. Aqui, está sendo contabilizada na estatística do confronto.

Observação adicional: não está sendo contabilizado na estatística do confronto o duelo pelo Torneio Início do Campeonato Paulista de 1958, por ter sido um jogo de duração menor que a regulamentar:

PCFilho
(com colaboração de Alexandre Magno Barreto Berwanger)

Xadrez - Mate em 2! (Hermann Von Gottschall)

Hermann Von Gottschall.
Código FEN: 8/7Q/1K6/8/8/4N3/2R3BP/6k1 w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 2 lances!

(White to play and give checkmate in 2 moves!)

PCFilho

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Pancadarias no futebol sul-americano - vídeos



Brasil x Peru, 1969:


Brasil x Uruguai, 1976:


Grêmio x Peñarol, 1993:


Flamengo x Vélez Sarsfield, 1995:


Lanús x Atlético Mineiro, 1997:


Peñarol x Flamengo, 1999:


São Paulo x River Plate, 2003:


América do México x São Caetano, 2004:


Palmeiras x Cerro Porteño, 2006:


Fluminense x Cerro Porteño, 2009:


Estudiantes x Internacional, 2010:


Internacional x Chivas Guadalajara, 2010:


Argentinos Juniors x Fluminense, 2011:


Santos x Peñarol, 2011:


Huachipato x Grêmio,  2013:


Atlético Paranaense x Peñarol, 2017:


Peñarol x Palmeiras, 2017:


PCFilho

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 747


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 747 da Loteca. Em cada jogo, o primeiro porcentual refere-se à vitória do time mandante, o segundo porcentual refere-se ao empate, e o terceiro porcentual refere-se à vitória do time visitante:
1) Fluminense x Flamengo (30% 45% 25%)
2) Cruzeiro x Atlético Mineiro (50% 35% 15%)
3) Internacional x Novo Hamburgo (55% 30% 15%)
4) Paysandu x Remo (55% 35% 10%)
5) Bahia x Vitória (30% 40% 30%)
6) Londrina x Cianorte (70% 20% 10%)
7) Avaí x Chapecoense (25% 35% 40%)
8) CRB x CSA (60% 35% 5%)
9) Treze x Botafogo PB (30% 35% 35%)
10) São Raimundo PA x Independente PA (70% 20% 10%)
11) Ceilândia x Brasiliense (35% 30% 35%)
12) Atlético Paranaense x Coritiba (55% 25% 20%)
13) Sport Recife x Santa Cruz (75% 15% 10%)
14) Ponte Preta x Corinthians (55% 30% 15%)

As apostas neste concurso podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 29. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos no concurso 747 da Loteca é de R$ 300.000,00 (trezentos reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da terça-feira, dia 2 de maio.

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

História - Peñarol x Times Brasileiros


O Peñarol, um dos clubes mais tradicionais do futebol sul-americano, tem um longo histórico de duelos contra times do Brasil. Foram até hoje 219 jogos contra equipes brasileiras: Internacional (29), Palmeiras (22), Santos (22), Grêmio (20), Vasco (17), Flamengo (13), São Paulo (13), Fluminense (9), Botafogo (8), Corinthians (7), Cruzeiro (6), America (6), Atlético Mineiro (5), Avaí (4), São Caetano (4), Brasil de Pelotas (3), Bangu (3), Goiás (2), Atlético Paranaense (2), Paysandu (2), Cruzeiro de Porto Alegre (2), Bagé (2), Pelotas (2), São Luiz de Ijuí (1), Novo Hamburgo (1), Ferroviário de Curitiba (1), Náutico (1), Santa Cruz (1), Ceará (1), Remo (1), Comercial de Ribeirão Preto (1), Portuguesa Santista (1), Portuguesa (1), São Cristóvão (1), além de Seleções Estaduais (4) e da Seleção Brasileira (1).

Abaixo, estão detalhados os históricos de confrontos do Peñarol contra cada equipe brasileira.

Peñarol x Internacional:
29 jogos, 8 vitórias do Peñarol, 10 empates e 11 vitórias do Internacional:
09/04/1950 - Internacional 1 x 3 Peñarol - Eucaliptos (Porto Alegre)
15/04/1950 - Internacional 4 x 6 Peñarol - Eucaliptos (Porto Alegre)
30/09/1953 - Peñarol 1 x 2 Internacional - Centenário (Montevideo)
28/03/1954 - Peñarol 2 x 2 Internacional - Centenário (Montevideo)
04/04/1954 - Internacional 2 x 2 Peñarol - Eucaliptos (Porto Alegre)
18/05/1955 - Peñarol 3 x 3 Internacional - Centenário (Montevideo)
04/12/1955 - Internacional 0 x 2 Peñarol - Eucaliptos (Porto Alegre)
19/06/1959 - Peñarol 0 x 0 Internacional - Centenário (Montevideo)
25-26/08/1959 - Internacional * x * Peñarol -  Eucaliptos (Porto Alegre)*
07/03/1964 - Peñarol 2 x 3 Internacional - Centenário (Montevideo)
11/03/1964 - Internacional 2 x 1 Peñarol - Eucaliptos (Porto Alegre)
16/06/1968 - Internacional 1 x 0 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
13/04/1969 - Internacional 4 x 0 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
19/03/1972 - Peñarol 1 x 0 Internacional - Centenário (Montevideo)**
23/03/1972 - Internacional 1 x 0 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
13/08/1973 - Internacional 0 x 1 Peñarol - Karaiskakis (Pireu, Grécia)
16/02/1982 - Peñarol 1 x 1 Internacional [PK 3 x 1] - Centenário (Montevideo)
02/05/1982 - Internacional 1 x 1 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
17/08/1983 - Internacional 1 x 1 Peñarol - Mestalla (Valencia, Espanha)
05/04/1989 - Internacional 6 x 2 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
11/04/1989 - Peñarol 1 x 2 Internacional - Centenário (Montevideo)
21/04/1994 - Internacional 2 x 0 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
14/07/1998 - Peñarol 2 x 2 Internacional - Atilio Paiva Olivera (Rivera)
04/07/2010 - Peñarol 0 x 0 Internacional [PK 1 x 2] - Atilio Paiva Olivera (Rivera)
28/04/2011 - Peñarol 1 x 1 Internacional - Centenário (Montevideo)
04/05/2011 - Internacional 1 x 2 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
06/04/2014 - Internacional 2 x 1 Peñarol - Beira-Rio (Porto Alegre)
* Estava programado um duelo entre Internacional e Peñarol para o dia 25 de agosto de 1959, para a disputa da Copa Governador Leonel Brizola. Devido ao mau tempo em Porto Alegre, o jogo foi adiado para o dia seguinte. Como as fortes chuvas persistiram, o prélio foi cancelado.
** O jogo de 19 de março de 1972 estava 1 a 0 para o Internacional, quando o árbitro expulsou todos os jogadores colorados, registrando na súmula vitória do Peñarol por insuficiência numérica.

Peñarol x Palmeiras:
22 jogos, 3 vitórias do Peñarol, 9 empates e 10 vitórias do Palmeiras:
Lista de resultados no post História - Palmeiras x Peñarol.

Peñarol x Santos:
22 jogos, 6 vitórias do Peñarol, 6 empates e 10 vitórias do Santos:
Lista de resultados no post História - Santos x Peñarol.

Peñarol x Grêmio:
20 jogos, 6 vitórias do Peñarol, 6 empates e 8 vitórias do Grêmio:
12/04/1950 - Grêmio 2 x 3 Peñarol - Baixada (Porto Alegre)
13/03/1963 - Peñarol 5 x 4 Grêmio - Centenário (Montevideo)
09/06/1968 - Peñarol 0 x 1 Grêmio - Centenário (Montevideo)
29/01/1973 - Grêmio 0 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
04/02/1975 - Grêmio 2 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
27/08/1982 - Peñarol 1 x 0 Grêmio - Centenário (Montevideo)
17/09/1982 - Grêmio 3 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
22/07/1983 - Peñarol 1 x 1 Grêmio - Centenário (Montevideo)
10/06/1984 - Grêmio 0 x 0 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
07/10/1993 - Peñarol 1 x 0 Grêmio - Centenário (Montevideo)
14/10/1993 - Grêmio 2 x 0 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)*
23/04/1994 - Grêmio 2 x 2 Peñarol [PK 4 x 5] - Beira-Rio (Porto Alegre)
27/08/1997 - Grêmio 1 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
15/10/1997 - Peñarol 3 x 2 Grêmio - Centenário (Montevideo)
16/07/1998 - Peñarol 2 x 2 Grêmio - Atilio Paiva Olivera (Rivera)
19/07/1998 - Grêmio 2 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
17/07/2001 - Grêmio 4 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
18/02/2003 - Peñarol 2 x 2 Grêmio - Centenário (Montevideo)
02/04/2003 - Grêmio 4 x 1 Peñarol - Olímpico (Porto Alegre)
* A partida de 14 de outubro de 1993, pelas oitavas-de-final da Supercopa da Libertadores, foi uma das mais violentas da história do futebol sul-americano, a ponto de ter oito jogadores expulsos, quatro de cada time: Pingo, Carlos Miguel, Jamir e Fabinho (do Grêmio), e Lima, Gutiérrez, Perdomo e Gerardo Rabajda (do Peñarol). Ao fim do jogo, inconformados com a eliminação, os atletas uruguaios cercaram o árbitro colombiano J. J. Torres, e começou uma pancadaria generalizada, entre os jogadores e a Brigada Militar gaúcha. O Peñarol pediu à Conmebol a anulação da partida, sem sucesso.

Peñarol x Vasco:
17 jogos, 4 vitórias do Peñarol, 4 empates e 9 vitórias do Vasco:
04/02/1947 - Peñarol 0 x 0 Vasco - Centenário (Montevideo)
08/04/1951 - Peñarol 0 x 3 Vasco - Centenário (Montevideo)
22/04/1951 - Vasco 2 x 0 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/01/1958 - Peñarol 1 x 3 Vasco - Centenário (Montevideo)
09/04/1963 - Vasco 3 x 2 Peñarol - Nacional (Santiago, Chile)
04/03/1967 - Vasco 2 x 1 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
03/09/1967 - Peñarol 3 x 1 Vasco - Ramón de Carranza (Cádiz, Espanha)
20/02/1982 - Peñarol 0 x 1 Vasco - Centenário (Montevideo)*
15/02/1983 - Peñarol 2 x 1 Vasco - Guillermo Soto Rosa (Mérida, Venezuela)
20/06/1997 - Vasco 3 x 1 Peñarol - São Januário (Rio de Janeiro)
11/07/1997 - Peñarol 1 x 1 Vasco - Centenário (Montevideo)
29/07/1999 - Peñarol 2 x 1 Vasco - Centenário (Montevideo)
31/08/1999 - Vasco 1 x 1 Peñarol - São Januário (Rio de Janeiro)
01/08/2000 - Peñarol 4 x 3 Vasco - Centenário (Montevideo)
07/09/2000 - Vasco 1 x 1 Peñarol - São Januário (Rio de Janeiro)
05/04/2001 - Vasco 2 x 1 Peñarol - São Januário (Rio de Janeiro)
02/05/2001 - Peñarol 1 x 3 Vasco - Centenário (Montevideo)
* No jogo de 20 de fevereiro de 1982, decisão do Torneio Quadrangular de Montevideo, houve empate em 0 a 0 no tempo regulamentar, e vitória do Vasco por 1 a 0 na prorrogação. Está sendo contabilizado o resultado da soma de tempo normal e tempo extra: Vasco 1 a 0.

Peñarol x Flamengo:
13 jogos, 5 vitórias do Peñarol, 2 empates e 6 vitórias do Flamengo:
02/04/1933 - Peñarol 2 x 3 Flamengo - Centenário (Montevideo)
09/04/1933 - Peñarol 1 x 1 Flamengo - Centenário (Montevideo)
19/04/1955 - Peñarol 2 x 3 Flamengo - Centenário (Montevideo)
10/07/1955 - Flamengo 2 x 1 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
23/01/1959 - Flamengo 0 x 2 Peñarol - Nacional (Lima, Peru)
01/03/1970 - Flamengo 0 x 0 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/02/1981 - Peñarol 0 x 3 Flamengo - Domingo Burgueño Miguel (Maldonado)
19/10/1982 - Peñarol 1 x 0 Flamengo - Centenário (Montevideo)
16/11/1982 - Flamengo 0 x 1 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
30/06/1983 - Flamengo 2 x 0 Peñarol - San Siro (Milano, Itália)
25/11/1999 - Flamengo 3 x 0 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/12/1999 - Peñarol 3 x 2 Flamengo - Centenário (Montevideo)
08/02/2006 - Peñarol 2 x 1 Flamengo - Centenário (Montevideo)

Peñarol x São Paulo:
13 jogos, 4 vitórias do Peñarol, 2 empates e 7 vitórias do São Paulo:
24/12/1944 - Peñarol 5 x 0 São Paulo - Centenário (Montevideo)
29/01/1963 - Peñarol 3 x 5 São Paulo - Centenário (Montevideo)
13/06/1970 - São Paulo 2 x 0 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
25/11/1970 - Peñarol 0 x 2 São Paulo - Centenário (Montevideo)
01/02/1975 - São Paulo 2 x 0 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
25/01/1978 - São Paulo 5 x 1 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
20/08/1982 - Peñarol 1 x 0 São Paulo - Centenário (Montevideo)
14/09/1982 - São Paulo 0 x 1 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
13/08/1992 - São Paulo 2 x 2 Peñarol [PK 5 x 4] - Riazor (La Coruña, Espanha)
14/12/1994 - São Paulo 6 x 1 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
21/12/1994 - Peñarol 3 x 0 São Paulo - Centenário (Montevideo)
25/07/2001 - São Paulo 3 x 0 Peñarol - Morumbi (São Paulo)
12/09/2001 - Peñarol 1 x 1 São Paulo - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Fluminense:
9 jogos, 6 vitórias do Peñarol, 1 empate e 2 vitórias do Fluminense:
21/12/1944 - Peñarol 4 x 1 Fluminense - Centenário (Montevideo)
29/05/1949 - Peñarol 1 x 1 Fluminense - Centenário (Montevideo)
31/01/1953 - Peñarol 2 x 0 Fluminense - Centenário (Montevideo)
29/07/1953 - Fluminense 0 x 1 Peñarol - Laranjeiras (Rio de Janeiro)
21/02/1954 - Peñarol 3 x 0 Fluminense - Centenário (Montevideo)
29/06/1958 - Peñarol 2 x 3 Fluminense - Centenário (Montevideo)
22/01/1964 - Peñarol 1 x 0 Fluminense - Centenário (Montevideo)
09/07/1965 - Fluminense 1 x 3 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
* A partida do dia 20 de julho de 1952 foi válida pela fase de grupos do Mundial de Clubes. Diante de 63.536 pessoas no Maracanã, o Fluminense venceu por 3 a 0, gols de Marinho (2) e Orlando Pingo de Ouro. A partida foi realizada na véspera do 50º aniversário do Fluminense, e o Peñarol gentilmente presenteou o clube tricolor com uma placa de homenagem ao cinqüentenário - que está até hoje exposta na sede do clube, em Laranjeiras.

Peñarol x Botafogo:
8 jogos, 2 vitórias do Peñarol, 4 empates e 2 vitórias do Botafogo:
23/01/1953 - Peñarol 0 x 1 Botafogo - Centenário (Montevideo)*
12/01/1963 - Peñarol 2 x 1 Botafogo - Centenário (Montevideo)
09/02/1963 - Peñarol 1 x 0 Botafogo - Centenário (Montevideo)
28/01/1967 - Botafogo 0 x 0 Peñarol - Olímpico (Caracas, Venezuela)
01/03/1973 - Botafogo 4 x 1 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/03/1973 - Peñarol 2 x 2 Botafogo - Centenário (Montevideo)
22/09/1993 - Peñarol 1 x 1 Botafogo - Centenário (Montevideo)**
30/09/1993 - Botafogo 2 x 2 Peñarol [PK 3 x 1] - Maracanã (Rio de Janeiro)**
* O jogo de 23 de janeiro de 1953, pela Copa Montevideo, foi interrompido aos 10 minutos do segundo tempo, após uma grande confusão no gramado, quando o placar apontava 1 a 0 para o Botafogo. Os 35 minutos restantes foram agendados para o dia 14 de fevereiro, após a última rodada da competição, com portões fechados. Porém, o Botafogo não compareceu. Considerei a vitória do Botafogo por 1 a 0 como placar do jogo.
** As partidas de 22 e 30 de setembro de 1993 foram pela decisão da Copa Conmebol. Após dois empates, o Botafogo sagrou-se campeão ao vencer na definição por pênaltis.

Peñarol x Corinthians:
7 jogos, 1 vitória do Peñarol, 3 empates e 3 vitórias do Corinthians:
24/07/1952 - Corinthians 2 x 1 Peñarol - Pacaembu (São Paulo)*
03/07/1955 - Corinthians 2 x 2 Peñarol - Pacaembu (São Paulo)
29/01/1970 - Peñarol 0 x 0 Corinthians - Centenário (Montevideo)
29/06/1972 - Corinthians 3 x 1 Peñarol - Municipal Vivero (Badajoz, Espanha)
05/10/1982 - Peñarol 3 x 2 Corinthians - Centenário (Montevideo)
01/09/1998 - Corinthians 1 x 1 Peñarol - Pacaembu (São Paulo)
14/10/1998 - Peñarol 0 x 2 Corinthians - Centenário (Montevideo)
* O jogo mais importante (e violento) deste duelo foi a vitória do Corinthians por 2 a 1, em 24 de julho de 1952, pela semifinal do Mundial de Clubes. Quando o uruguaio Romero Rodríguez agrediu Carbone e foi expulso, ainda no primeiro tempo, começou uma confusão generalizada no gramado, só contida após intervenção da polícia. No fim do jogo, houve mais sururu. Estava prevista a disputa de um segundo jogo no dia 27, mas o Peñarol não quis disputá-lo, após a batalha campal do dia 24 - além disso, os uruguaios queriam que a partida fosse realizada no Maracanã, em vez do Pacaembu, como mandava a tabela.

Peñarol x Cruzeiro:
6 jogos, 2 vitórias do Peñarol, 2 empates e 2 vitórias do Cruzeiro:
18/06/1967 - Cruzeiro 1 x 0 Peñarol - Mineirão (Belo Horizonte)
05/07/1967 - Peñarol 3 x 2 Cruzeiro - Centenário (Montevideo)
20/01/1971 - Peñarol 1 x 0 Cruzeiro - Centenário (Montevideo)*
17/04/1971 - Cruzeiro 2 x 2 Peñarol - Revolución (Cidade do Panamá)
10/08/1975 - Cruzeiro 3 x 3 Peñarol [PK 1 x 2] - Riazor (La Coruña, Espanha)**
06/08/1993 - Cruzeiro 3 x 0 Peñarol - Estádio das Antas (Porto, Portugal)
* O jogo de 20 de janeiro de 1971 não chegou ao fim, porque o árbitro uruguaio Ramón Barreto expulsou todo o time do Cruzeiro, na confusão formada após o Peñarol abrir o placar, com um gol de Castronovo aos 39 minutos do primeiro tempo. Os cruzeirenses reclamaram de impedimento no lance. O primeiro expulso foi Vanderlei, por ofensas morais; logo depois, também Brito foi expulso, pelo mesmo motivo. Como o Cruzeiro se recusava a reiniciar o jogo, Barreto expulsou os nove jogadores restantes do time e deu a partida por encerrada.
** O jogo de 10 de agosto de 1975 foi a decisão do Troféu Teresa Herrera. Após empate em 2 a 2 no tempo normal, houve prorrogação, que terminou empatada em 1 a 1. Na definição por pênaltis, o Peñarol venceu por 2 a 1, e ficou com a taça.

Peñarol x America:
6 jogos, 3 vitórias do Peñarol, 1 empate e 2 vitórias do America:
10/03/1929 - Peñarol 1 x 1 America - Pocitos (Montevideo)*
18/07/1951 - Peñarol 1 x 3 America - Centenário (Montevideo)
27/04/1952 - Peñarol 1 x 0 America - Centenário (Montevideo)
19/04/1953 - Peñarol * x * America - Centenário (Montevideo)**
09/02/1954 - Peñarol 4 x 0 America - Centenário (Montevideo)
29/06/1955 - America 4 x 1 Peñarol - São Januário (Rio de Janeiro)
05/01/1959 - Peñarol 4 x 2 America - Centenário (Montevideo)***
* O America, campeão carioca de 1928, recebeu convite da Associação de Futebol da Argentina para realizar seis partidas na Argentina e no Uruguai. De acordo com "Campos Sales, 118 - A História do America", o clube carioca teve sete reforços de outros quadros brasileiros para a excursão: Feitiço, Siriri, Camarão e Evangelista (do Santos), Grané (do Corinthians), Espanhol (do Vasco) e Nilo (do Botafogo). No empate com o Peñarol, o America jogou com Joel; Grané e Espanhol; Hermógenes, Floriano e Walter; Nilo, Mineiro (Oswaldinho), Feitiço, Siriri e Celso. O gol que empatou o jogo para o America foi marcado por Grané, cobrando pênalti, nos minutos finais. O público da partida foi estimado em 12.000 pessoas.
** America e Peñarol chegaram a acertar a realização de um amistoso para o domingo, 19 de abril de 1953. No entanto, o duelo foi cancelado, porque o Peñarol pediu um adiamento e o America não pôde atender.
*** Nos primeiros dias de 1959, o America deu incrível demonstração de força nos países vizinhos: no dia 4 de janeiro, venceu o River Plate por 2 a 0 em Buenos Aires; menos de 24 horas depois, perdeu por 4 a 2 para o Peñarol em Montevideo, mas manteve o 0 a 0 no primeiro tempo, tendo cedido ao cansaço na etapa complementar; no dia 7, derrotou o Nacional por 2 a 1 no Centenário.

Peñarol x Atlético Mineiro:
5 jogos, 3 empates e 2 vitórias do Atlético Mineiro:
26/03/1972 - Atlético Mineiro 1 x 1 Peñarol - Mineirão (Belo Horizonte)
23/08/2000 - Atlético Mineiro 2 x 1 Peñarol - Mineirão (Belo Horizonte)
27/09/2000 - Peñarol 2 x 2 Atlético Mineiro - Centenário (Montevideo)
26/03/2008 - Atlético Mineiro 1 x 1 Peñarol - Mineirão (Belo Horizonte)
21/01/2009 - Peñarol 1 x 4 Atlético Mineiro - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Avaí:
4 jogos, 1 vitória do Peñarol, 1 empate e 2 vitórias do Avaí:
01/02/1973 - Avaí 0 x 2 Peñarol - Adolfo Konder (Florianópolis)
03/02/1973 - Avaí 1 x 0 Peñarol - Hercílio Luz (Itajaí)
21/02/1973 - Peñarol 3 x 3 Avaí - Centenário (Montevideo)*
15/01/1974 - Avaí 1 x 0 Peñarol - Adolfo Konder (Florianópolis)
* A partida de 21 de fevereiro de 1973 estava marcada para a véspera, mas foi adiada em função das fortes chuvas na capital do Uruguai.

Peñarol x São Caetano:
4 jogos, 1 vitória do Peñarol, 2 empates e 1 vitória do São Caetano:
09/05/2002 - Peñarol 1 x 0 São Caetano - Centenário (Montevideo)
14/05/2002 - São Caetano 2 x 1 Peñarol [PK 3 x 1] - Anacleto Campanella (São Caetano do Sul)
02/03/2004 - Peñarol 1 x 1 São Caetano - Centenário (Montevideo)
08/04/2004 - São Caetano 1 x 1 Peñarol - Anacleto Campanella (São Caetano do Sul)

Peñarol x Brasil de Pelotas:
3 jogos, 1 vitória do Peñarol e 2 vitórias do Brasil de Pelotas:
21/03/1950 - Peñarol 7 x 1 Brasil de Pelotas - Centenário (Montevideo)
19/10/1977 - Brasil de Pelotas 1 x 0 Peñarol - Bento Freitas (Pelotas)
31/07/2005 - Brasil de Pelotas 1 x 0 Peñarol - Bento Freitas (Pelotas)

Peñarol x Bangu:
3 jogos, 2 vitórias do Peñarol e 1 empate:
01/07/1951 - Peñarol 2 x 2 Bangu - Centenário (Montevideo)
08/07/1951 - Peñarol 2 x 0 Bangu - Centenário (Montevideo)
29/01/1964 - Peñarol 2 x 0 Bangu - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Goiás:
2 jogos, 1 vitória do Peñarol e 1 vitória do Goiás:
13/10/2010 - Goiás 1 x 0 Peñarol - Serra Dourada (Goiânia)
20/10/2010 - Peñarol 3 x 2 Goiás - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Atlético Paranaense:
2 jogos, 1 vitória do Peñarol e 1 empate:
25/01/1973 - Atlético Paranaense 1 x 2 Peñarol - Belfort Duarte (Curitiba)*
25/01/2017 - Atlético Paranaense 0 x 0 Peñarol - Arena da Baixada (Curitiba)
* O Estádio Couto Pereira se chamava Belfort Duarte em 1973. A partida de 25 de janeiro de 1973, pelo Torneio Atlântico-Sul, terminou em pancadaria generalizada no gramado.

Peñarol x Paysandu:
2 jogos, 2 vitórias do Paysandu:
18/07/1965 - Paysandu 3 x 0 Peñarol - Curuzu (Belém)*
27/07/1992 - Paysandu 4 x 0 Peñarol - Mangueirão (Belém)
* O jogo de 18 de julho de 1965 foi uma impressionante vitória do Paysandu sobre o Peñarol, então vice-campeão da Copa Libertadores. Os gols do triunfo do Papão da Curuzu foram marcados por Hércio, Mílton Dias e Pau Preto. O goleiro do Paysandu neste jogo foi o lendário Carlos Castilho, mito do Fluminense e da Seleção Brasileira. A vitória é citada no hino popular do Paysandu: "até o Peñarol veio aqui pra padecer". A atuação de Mílton Dias foi tão boa que ele foi comprado pelo clube uruguaio, na maior transação do futebol do norte do Brasil até então.

Peñarol x Cruzeiro de Porto Alegre:
2 jogos, 1 vitória do Peñarol e 1 empate:
13/04/1950 - Cruzeiro PoA 2 x 2 Peñarol - Montanha (Porto Alegre) 
23/07/2015 - Peñarol 3 x 1 Cruzeiro PoA  - Atílio Paiva Olivera (Rivera)
Obs.: o Cruzeiro PoA jogou contra um combinado de Peñarol e Nacional no dia 25/08/1953 - Combinado Peñarol-Nacional 2 x 0 Cruzeiro PoA - Centenário (Montevideo).

Peñarol x Bagé:
2 jogos, 1 vitória do Peñarol e 1 empate:
28/09/1954 - Peñarol 3 x 2 Bagé - Centenário (Montevideo)*
20/06/1981 - Bagé 1 x 1 Peñarol - Pedra Moura (Bagé)**
* O jogo de 28 de setembro de 1954 foi um amistoso comemorativo do 63º aniversário do Peñarol. No primeiro tempo, o Bagé atuou com a tradicional camisa aurinegra do Peñarol, enquanto o Peñarol jogou com o uniforme original do CURCC, precursor do clube de Montevideo.
** No amistoso de 20 de junho de 1981, o árbitro Orion Sather de Melo suspendeu a partida quando faltavam dois minutos para o término, devido à confusão envolvendo atletas das duas equipes.

Peñarol x Pelotas:
2 jogos, 2 vitórias do Pelotas:
25/08/1940 - Pelotas 1 x 0 Peñarol - Boca do Lobo (Pelotas)*
13/12/2000 - Peñarol 0 x 4 Pelotas - Arquitecto Antonio Ubilla (Ciudad de Melo)
* Segundo relatos, após o gol do Pelotas, o Peñarol teria se retirado do campo em protesto.

Peñarol x São Luiz de Ijuí:
1 jogo, 1 vitória do São Luiz de Ijuí:
19/10/1973 - São Luiz de Ijuí 1 x 0 Peñarol - Estádio 19 de Outubro (Ijuí)

Peñarol x Novo Hamburgo:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
19/06/1964 - Peñarol 3 x 0 Floriano - (Montevideo)*
* O Novo Hamburgo chamou-se Floriano entre 1942 e 1967.

Peñarol x Ferroviário de Curitiba:
1 jogo, 1 empate:
24/04/1960 - Ferroviário PR 2 x 2 Peñarol - Durival Britto (Curitiba)*
* O Ferroviário de Curitiba bancou a vinda do Peñarol à cidade, e obteve um ótimo resultado na Vila Capanema, diante do bom público de 7.690 pessoas: empate em 2 a 2 com o time que seria o primeiro campeão da Copa Libertadores, nos meses seguintes.

Peñarol x Náutico:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
16/04/1955 - Peñarol 6 x 0 Náutico - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Santa Cruz:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
15/06/1995 - Santa Cruz 0 x 1 Peñarol - Arruda (Recife)

Peñarol x Ceará:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
18/07/1996 - Ceará 1 x 2 Peñarol - (Fortaleza)

Peñarol x Remo:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
16/07/1996 - Remo 0 x 1 Peñarol - Baenão (Belém)

Peñarol x Comercial de Ribeirão Preto:
1 jogo, 1 empate:
14/07/1965 - Comercial SP 1 x 1 Peñarol - Palma Travassos (Ribeirão Preto)

Peñarol x Portuguesa Santista:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
09/03/1967 - Portuguesa Santista 3 x 5 Peñarol - Ulrico Mursa (Santos)

Peñarol x Portuguesa:
1 jogo, 1 vitória da Portuguesa:
05/06/1970 - Portuguesa 2 x 0 Peñarol - Palestra Itália (São Paulo)

Peñarol x São Cristóvão:
1 jogo, 1 vitória do Peñarol:
11/09/1937 - Peñarol 4 x 2 São Cristóvão - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Seleções Estaduais:
4 jogos, 2 vitórias do Peñarol, 1 empate e 1 vitória das seleções estaduais:
21/07/1965 - Combinado Paysandu-Tuna Luso 1 x 1 Peñarol - Curuzu (Belém)
25/07/1965 - Seleção Cearense 0 x 2 Peñarol - Presidente Vargas (Fortaleza)
01/08/1965 - Seleção Pernambucana 1 x 2 Peñarol - Ilha do Retiro (Recife)
18/01/1974 - Seleção Gaúcha do Interior 2 x 1 Peñarol - Paulo Coutinho (Carazinho)
Obs.: algumas fontes erram ao apontar jogos do Peñarol contra a Seleção Paulista, em 23 e 25 de agosto de 1955. Os jogos aconteceram, mas não foram do Peñarol, e sim de um combinado Peñarol-Nacional. Valeram a Copa Artigas:
23/08/1955 - Combinado Peñarol-Nacional 0 x 1 Seleção Paulista - Centenário (Montevideo)
25/08/1955 - Combinado Peñarol-Nacional 0 x 1 Seleção Paulista - Centenário (Montevideo)

Peñarol x Seleção Brasileira:
1 jogo, 1 vitória da Seleção Brasileira:
08/12/1932 - Peñarol 0 x 1 Seleção Brasileira - Centenário (Montevideo)*
* Após conquistar a Copa Rio Branco com vitória de 2 a 1 sobre a Seleção do Uruguai, a Seleção Brasileira disputou amistosos com Peñarol e Nacional, e venceu ambos (por 1 a 0 e 2 a 1, respectivamente). A vitória sobre o Peñarol veio com um gol de Jarbas, faltando dois minutos para o término do jogo.

****

Observação I: o Peñarol também já enfrentou clubes de outros países em solo brasileiro:
12/07/1952 - Peñarol 1 x 0 Grasshopper-Club - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/07/1952 - Peñarol 3 x 1 Sporting Lisboa - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/06/1955 - Benfica 2 x 0 Peñarol - Maracanã (Rio de Janeiro)
02/02/1975 - Peñarol 4 x 1 San Lorenzo - Morumbi (São Paulo)

****

Observação II: um grupo de jogadores uruguaios excursionou pelo Brasil em 1928, apresentando-se como "Peñarol Universitário". Quando os dirigentes do Peñarol souberam do uso indevido do nome do clube, enviaram uma carta à CBD esclarecendo que aqueles atletas nada tinham a ver com o tradicional quadro de Montevideo. Os jogos do "Peñarol Universitário", naturalmente, não aparecem nas listas acima. Os sites flamenguistas precisam corrigir suas listas, pois o jogo de 07/09/1928 - Flamengo 2 x 1 Peñarol, na Rua Paysandu - foi contra esse "Peñarol pirata".

****

Observação III: há relatos de um empate entre Peñarol e Guarany de Bagé, no Estádio Centenário, em Montevideo. Porém, não encontrei nem a data, nem o placar do suposto duelo.

PCFilho